Querido diário… (4)

Nação negra diabética que estudou na Unip, por meses não falei da minha mãe por aqui, porque ela me censurou. “Se não parar de falar de mim na internet você vai ver o que é opressão de verdade morando na rua”. Sim: ela reproduziu classismo contra pessoas em situação de rua só porque eu disse a verdade: que, diariamente, quando …

Betine BombomQuerido diário… (4)

Querido diário… (3)

Manes (eu disse MANES, não manés), precisamos falar sobre um preconceito que pouco foi tratado. É um preconceito que faz vítimas todos os dias, e essas vítimas são invisibilizadas. Infelizmente, Mamãe continua reproduzindo preconceito dentro de casa, e me dei conta desse preconceito negligenciado hoje, quando ela me acordou aos berros às 11 e meia da madrugada. “Acorda, garota!” (Disse …

Betine BombomQuerido diário… (3)

Querido diário… (2)

Mamãe me oprimindo hoje porque eu disse que ficar tomando insulina para meu “diabetes” é contribuir para a desigualdade global capitaneada pela indústria farmacêutica. “Toma essa porra ou você vai morrer, garota!” Não basta ela assumir meu gênero como feminino, reproduzindo transmisoginia e transfobia de novo (já avisei pra ela que eu sou mulher só domingo, segunda e quarta, ultimamente!), …

Betine BombomQuerido diário… (2)

Querido diário… (1)

Não aguento mais viver com a minha mãe, pois ela reproduz todo tipo de opressão da sociedade. – Gordofobia institucionalizada e patologização de corpos fora do padrãozinho: “Betine, precisa comer o quarto prato cheio de purê de batata? Não faz bem.” – Homolesbotransfobia estrutural e transmisoginia ao assumir meu gênere: “Filha, quando é que você vai casar e me dar …

Betine BombomQuerido diário… (1)