Querides seguidorxs…

Querides seguidorxs,
acabei de ser contactada pela editora BoiClimaTempo para publicar um livro. O título provisório do livro é “Como conversar com um homolesbotransfóbico cissexista racista gordofóbico capacitista fascista”.

Neste livro, com base na minha vivência única, darei dicas baseadas na minha luta contra os discursos da sociedade opressora, especialmente os reproduzidos pela minha mãe, que hoje, para reproduzir mais gordofobia, disse que faz mal comer meio quilo de bacon caramelizado. Essa sociedade não me deixa nem degustar um tira-gosto para tirar da boca esse gosto amargo de ser oprimide!

O livro também vai ter alguns versos de minha autoria. Uma palhinha:

Esse cis-tema
Não me trans-forma
Ai! A sua discriminação
Me mata, me estupra, me chá-teia
Uma teia tecida pelas aranhas do capitalismo
Exausta, me largo
Só me resta bacon caramelizado

– B. B.

P.S.: O livro, obviamente, é sem fins lucrativos. Pré-venda: R$89,90.

P.P.S.: Respondendo a uns homens brancos cis héteros, que como sempre vêm tentar atrapalhar a minha vida, um livro é definido pela UNESCO como uma obra de 50 páginas ou mais, e eu tenho 50 páginas e meia. Não interessa se está escrito em Arial 28.

Betine BombomQuerides seguidorxs…